Uma viagem para a Islândia: o que fazer, onde ficar, quando ir e muito mais

Islândia

Islândia ainda é um pais pouco conhecido pelos brasileiros. Desde que vim fazer um intercâmbio na Irlanda sempre fico pensando quais lugares legais posso conhecer e a Islândia caiu no meu colo totalmente de para-quedas.

Vim para trabalhar e estudar em Dublin e num belo dia, quando olhava passagens aéreas pela Europa com uma amiga, olhamos quanto custa ir para a Islândia. Foi assim que essa viagem aconteceu.

Islândia

Como chegar na Islândia?

Descobri que o preço da passagem aérea para a Islândia é um pouco salgado se comparado com outros países da Europa. Acabei pagando 180 euros (ref: dez/2017), mas vale ressaltar que comprei a passagem na quarta-feira e viajei no sábado da mesma semana. Foi uma viagem de última hora e comprei meu bilhete na cia aérea low cost chamada Wow.

Depois acabei descobrindo no google flights que o preço médio de um voo da Irlanda até a Islândia gira em torno de R$512 reais ou cerca de 128 euros, se comprado com certa antecedência. Se a sua intenção é sair de Dublin então viajar com a Wow vai ser a opção mais econômica. É possível ainda chegar na Islândia saindo de Nova York, Londres, Frankfurt, Paris e diversas outras cidades.

Do Aeroporto local até o hotel contratei um serviço de transfer que saiu por 3.000 kr (aproximadamente 20 euros) por pessoa cada trecho.

Quanto tempo ficar na Islândia?

Ao todo fiquei na Islândia 5 noites. Acredito que cinco noites seja o mínimo para conhecer os principais atrativos. Para saber mais informações recomendo ler também as dicas dos blogs Donde Ando Por aí, Quanto custa viajar, Intrip Andar comigo.

Islândia

Onde ficar hospedado na Islândia?

Fiquei hospedada em um hostel muito bom, chamado Bus Hostel e paguei 22 euros cada diária. Nesse preço não estavam inclusas nem toalhas e edredom (foram mais 7 euros para utilizá-los por 3 dias), portanto é bom conferir se já os incluiu quando for fazer a reserva.

Onde ficar na Islândia

O Hostel é muito limpo e organizado, além de bonito e bem frequentado. Os quartos são muito confortáveis. Além disso, das 17h as 23 hr é considerado happy hour, onde as bebidas podiam ser compradas um pouco mais baratas. No lounge ficam disponíveis jogos de tabuleiro, toca-discos e uma seleção de vinis.

Tem wifi gratuito e aluguel de bicicletas. Fica localizado a 700 metros do Perlan Dome e do Museu Saga. A rua de compras Laugavegur e o Museu de Arte de Reykjavík ficam a cerca de 20 minutos caminhando.

Onde ficar na Islândia

Se você procura outras opções de onde ficar hospedado na Islândia, separei uma lista de ótimos hotéis no Booking.com.

O que fazer na Islândia?

Conhecer a capital Reykjavík

É uma cidade pequena, pacata e calma. Como escolhi viajar para a Islândia no inverno o frio é de doer. Vi poucas pessoas nas ruas. Por não fazer parte da União Européia, a moeda utilizada na Islândia é a coroa islandesa (KR), que pode ser facilmente cambiada por euros ou dólares. Consegui converter 1 euro = 127 coroa islandesa. Para saber os valores atualizados você pode consultar o conversos Oanda.

No centrinho da capital tem muita coisa legal para fazer. Comece pelo Harpa Concert Hall (entrada gratuita), local onde acontece o famoso festival de música eletrônica Sonár Reykjavik. Se você gosta de museus, siga então para o Museu de Fotografia e o Reykjavik Art Museum, que ficam praticamente ao lado do Harpa.

O que fazer Islândia

Visite a Hallgrímskirkja, igreja “diferentona” que tem a sua arquitetura inspirada no formato de um vulcão. Sem contar que a vista da cidade lá de cima onde ela fica é deslumbrante. Sua entrada custa 900 ISK (cerca de 7 euros).

Igreja Hallgrímskirkja Islândia

No mais, o gostoso de Reykjavík é se perder pelas ruas e descobrir inúmeros grafites, lojas, cafés e tantas outras coisas legais da cidade. Em um dos passeios estava andando e do nada me deparei com uma geleira. Surreal né?

Geleira na Islândia

Escolhi fazer os dois passeios principais da Islândia: conhecer a Blue Lagoon e assisitr a aurora boreal.

Blue Lagoon:

A Blue Lagoon é uma lagoa azul considerada com um paraíso de águas termais em meio ao gelo. Mesmo no verão a região fica congelada, só não neva. É possível comprar o ingresso diretamente no site e escolher entre diversos pacotes, desde o mais simples que só contempla a entrada até o que inclui spa e jantar.

O que fazer na Islândia

                          Foto: Anglers

Escolhi o  pacote que contemplava a entrada, toalha, máscara de tratamento facial e um drink da minha escolha. Foi possível incluir também um transfer de ida e volta, saindo tudo por 108 euros. Os preços estão disponíveis diretamente no site da Blue Lagoon.

O lugar é realmente maravilhoso e o banho nas águas termais muito relaxante. Dá pra ficar pensando como é possível a água estar tão quente se do lado de fora fazia um frio absurdo.

Se tiver uma boa câmera leve porque há muito vapor e as fotos com o celular podem ficar um pouco embaçadas.

Blue Lagoon Islândia

Aurora Boreal:

Motivo número um que leva os turistas até a Islândia, tive a sorte de vê-la e preciso dizer que é lindo demaaaais. Depende um pouco do clima, da época do ano e da sorte. Paguei 50 euros tive o transfer de ia e volta até o ponto de observação. Algumas das empresas que oferecem o serviço online são: Local Iceland ToursReykjavík Excursions, SuperJeep Boreal.

O ônibus gastou cerca de 1 hora desde a capital. Paramos no ponto indicado e não demorou muito, começou o espetáculo das luzes dançando no céu, que são praticamente impossíveis de serem registradas sem uma câmera profissional.

O que fazer na Islândia

      Foto: Wallpaperstock

Foi indescritível e ficamos ali por aproximadamente uma hora contemplando. Esse é o tipo de experiência que você precisa viver, pois as fotos e vídeos não conseguem reproduzir nem um terço da realidade. Tirei foto apenas de celular mas não consegui registrar a magia daquele passeio que super recomendo!

A melhor época para contemplar a aurora boreal na Islândia é entre agosto e abril, justamente no período do outono e inverno no hemisfério norte. Torça também para não ter nuvens no céu. Na busca pela auroral boreal o litoral sul e o extremo leste são os melhores lugares e procure ficar em um mesmo lugar por alguns dias para aumentar suas chances.

Se você for visitar a Islândia no inverno esteja preparado para sentir frio. Neste último passeio chegou a fazer -15 graus. E mesmo com 3 calças, 5 blusas não dava para aguentar ficar fora do ônibus o tempo todo. Leve de preferência roupas térmicas e especiais para o frio.

O que mais fazer na Islândia?

A lista de coisas para fazer e conhecer na Islândia é enorme e o pessoal do Viaje na Viagem tem muitas dicas de lugares imperdíveis. Mas como tudo por lá, os passeios não são muito baratos.

Sem contar que tudo fica afastado do centro e a melhor maneira de conhecer tudo é alugar um carro, o que infelizmente não foi possível no meu caso.

Quanto custa comer (e beber) na Islândia?

As refeições nos restaurantes também são caras e custavam em media 40 euros por pessoa. Então ficamos com cachorro quente e deliciosas pizzas que entregavam no próprio hostel.

Cachorro quente na Islândia

Foi ali que comi o melhor cachorro quente do mundo, feito de carne de cordeiro por cerca de 1500 kr. Uma cerveja custava 10 euros, na média.

As noites são bem agitadas, existem vários pubs que funcionam até por volta das 4 ou 5 da manhã. Achei os islandeses alegres e bem animados.

Qual é a melhor época para ir na Islândia?

A Islândia é um país gelado e costuma fazer níveis diferentes de frio o ano todo. Em dezembro de 2017 não tive nenhum dia com mais do que 1 grau.

Além disso o sol aparecia só às 8 da manhã e por volta das 16 horas, já estava tudo escuro. O verão vai de maio a agosto e as temperaturas nunca passam de 11 graus! Pelo que pesquisei a melhor época para visitar a Islândia depende do que você quer ver.

Blue lagoon Islândia

No verão os dias são maiores, as estradas e acessos ficam livres, é possível fazer muitas trilhas, visitar cachoeiras e curtir o sol da meia noite, mas é impossível ver aurora boreal. Enquanto isso, no inverno as chances de ver a aurora boreal são grandes, além de paisagens cobertas de neve, porém pode ser mais difícil e arriscado dirigir.

Espero ter ajudado com a minha experiência. Em breve volto aqui para contar sobre como é fazer intercâmbio e morar em Dublin, na Irlanda.

Gostou do artigo? Então faça suas reservas aqui pelo blog! Clique nos links abaixo e não pague nada mais por isso. Com a sua ajuda nós recebemos uma pequena comissão e fazemos mais conteúdo de qualidade. Clica, vai? 🙂 

Adquira aqui: chip internacional melhores ofertas de hotéis | alugue um imóvel e sinta-se como morador local | passagens aéreas em promoção | seguro viagem | aluguel de carro | pacotes em promoção | viagem com milhas

Até logo!

Camila Leite

Camila Leite

Camila é uma bióloga que resolveu cair no mundo e começar um intercâmbio para trabalhar e estudar na Irlanda. Muito comunicativa, adora fazer amizades, conhecer pessoas e aprender coisas novas. Se você chamá-la para um happy hour, provavelmente a resposta vai ser: let’s do it!
Camila Leite

16 thoughts on “Uma viagem para a Islândia: o que fazer, onde ficar, quando ir e muito mais

  1. Leo Vidal says:

    Acredito que optarei por conhecer a Islândia no verão, por conta do clima, mas adorei ler seus relatos. Achei interessante ter diferentes pacotes para conhecer a Blue Lagoon, não sabia disso.

  2. Aninha Lima says:

    Uau, que legal conhecer a Islândia, ver a Aurora Boreal e tantas paisagens incomuns para nós! Já mandei seu link pra uma amiga q mora na Irlanda. Quem sabe ela não aproveita suas dicas??

  3. Karine Porto says:

    A Islândia está na minha mira á um tempinho. Espero poder conhecer em breve! Devo encarar no inverno mesmo, mesmo não sendo muito chegada ao frio!rs Mas é o preço para tentar ver a auroral boreal, né? 😉

  4. Analuiza says:

    Que viagem incrível. Que país incrível! As fotos estão lindas e as descrições do que fazer maravilhosas. Estar caminhando e esbarrar em uma geleira?! UAU!!!!! Bom saber que o país é caro, assim posso me organizar, juntar um dinheirinho a mais! rsrsrs

  5. Novo Caroneiro says:

    Um lugar bucólico e cheio de magia! Água quente em meio a neve. Sol da meia noite. Luzes dançando no céu. Pura magia!

  6. cleberyamamoto says:

    Que lugar incrível! Tenho muita vontade de conhecer a Islândia, já tinha visto Blue Lagoon em algumas fotos do Instagram, mas a Aurora Boreal é indiscutível. Já anotei todas as dicas do post, já vi que terei que ir no inverno rsrsrs. Obrigado por compartilhar.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: