Internet na Colômbia: como comprar e usar um chip local

internet na Colômbia

É fato que não vivemos mais sem internet e ter um chip de celular vai facilitar muito a sua vida durante uma viagem. Redes sociais, aplicativos de transporte e mobilidade além do gps são indispensáveis para tornar a viagem muito mais agradável. A minha experiência com internet na Colômbia foi ótima. Comprei e usei um chip local assim que desembarquei no país, descubra mais detalhes a seguir.

internet na Colômbia

Internet na Colômbia: Pacotes e tarifas

Existem 3 grandes empresas de telefonia que operam e distribuem internet na Colômbia: Claro, Movistar e Tigo. Todas as informações que li na internet apontam que a Claro é que a tem melhores condições tanto na cobertura quanto no pacote de dados e voz.

Só para ter uma ideia, em outubro de 2017, eram comercializados os seguintes planos pré-pagos na Claro:

Internet na Colômbia

As primeiras opções são praticamente inviáveis. Como passei 11 dias viajando pelas cidades de Bogotá, San Andrés e Cartagena, optei pelo plano de $20.000 COP (algo em torno de R$25 reais) já incluído nesse valor o chip.

A ativação foi tranquila, não precisou de cpf, passaporte nem mesmo do meu nome. Comprei em um quiosque simples onde eram vendidos os chips de todas as empresas e a vendedora ativou pra mim, mesmo parecendo ser bem fácil.

A depender do seu tempo de viagem, acredito que as opções ficam interessantes a partir do paquete (que significa pacote) de 10 dias.

Muita gente acha que não, mas ter um telefone que realiza chamadas no exterior é algo quase indispensável. Eu mesmo precisei ligar para falar com um amigo que mora em Bogotá e também para resolver problemas de voos cancelados pela Avianca em virtude da greve dos pilotos.

The-rise-of-ISO-20022-for-real-time-payment-systems

Se não tivesse um telefone, provavelmente teria que ir cedo no aeroporto ou ainda pagar uma fortuna em ligações do hotel. E foi-se o tempo em que dava para ficar dependendo só de wi-fi. Costumo brincar que sem internet eu não consigo nem mesmo sair do lugar. Já com ela, eu me sinto praticamente um morador local, é vida!

Experiência com o chip da Claro

Sem querer fazer propaganda, utilizei somente os serviços da Claro para acessar internet na Colômbia. Logo, só posso falar da experiência com essa empresa.

Todos os planos traziam Whatsapp ilimitado (inclusive quando você colocar o chip basta escolher a opção “manter” para continuar com o mesmo número do Brasil e conversar com seus contatos normalmente), Facebook e Twitter. Bem que podiam mesmo era trocar o Twitter pelo Instagram, né?

Outro detalhe bacana é que acessando esses aplicativos você não estará gastando nada do pacote de dados. Então basicamente utilizei meus 500 MB para acessar meus mapas com pontos de interesse previamente salvos no google, chamar Uber (e acompanhar as rotas), verificar e-mails. Cuidado com o Instagram e nada de carregar stories! Esse último é um verdadeiro vilão e vão consumir rapidinho todo o seu pacote.

internet na Colômbia

Tanto o sinal da internet como do telefone funcionaram de maneira bastante satisfatória em todas as cidades que visitei, não me lembro de ter ficado momento algum sem sinal.

Interessante que até quando estava no barco, a caminho da ilhota de Johnny Cay, eu respondi alguns whatsapps. E na maioria das vezes notei que a cobertura de internet na Colômbia indicava 4G.

Cogitei comprar o chip assim que desembarquei no Aeroporto Internacional de Bogotá. Alguns relatos e amigos disseram era muito mais caro. A depender do seu orçamento, pode ser melhor esperar para comprar o chip lá na cidade. E para facilitar sua vida, elaborei um mapa com todos os pontos de venda autorizados da claro, veja qual deles fica mais próximo do seu hotel, confira:

Comprando o chip de internet na Colômbia já no Aeroporto

Agora se você prefere já sair do aeroporto com internet resolvida, então após sair do desembarque, caminhe para o lado direito até avistar um quiosque que vende bebidas e lanches.

Ali é vendido sim card de todas as companhias que distribuem internet na Colômbia: Perguntei e fui informado que o preço era o mesmo para qualquer operadora. O pacote pré-pago com minutos e dados incluindo 1 Gb de internet e 200 minutos saia por 45 mil pesos colombianos (o equivalente a R$60 reais).

Note que esse valor estava apenas 5 mil pesos mais caro do que o plano oferecido diretamente pela Claro, acho que vale pagar pela comodidade.

Contudo naquele momento eu ainda não sabia dos demais planos dessa empresa. Possivelmente se tivesse perguntado sobre meu interesse em ativar o plano inferior que comprei lá na cidade eles certamente iriam oferecê-lo. Portanto verifique a sua necessidade e, se for o caso, comece já a sua viagem com essa questão resolvida.

internet na Colômbia

Mas 500 MB é suficiente para sobreviver 11 dias com internet na Colômbia? SIM, foi ok! Recebi uma mensagem quando atingi 80% do consumo já no final da viagem. A outra avisando que atingi o limite veio quando já estava no aeroporto embarcando para o Brasil.

Mesmo assim consegui continuar usando os aplicativos que tinham acesso liberado normalmente. Usei relativamente bastante a internet nas funções que já mencionei. Assim, da pra ter uma ideia de como funciona o consumo do plano, não é mesmo?

Internet na Colômbia

Clique em “Salvar” no pin acima se quiser ler depois e siga o Turisteiro no Pinterest!

Saindo com internet já do Brasil!

Para os mais afoitos que não querem ter trabalho, é possível já sair do Brasil com o chip. Aproveite as condições especiais da nossa parceira Easysim4u e compre seu chip internacional. São mais de 140 países e planos com duração de 5, 10, 15, 20, 25 ou 30 dias! Verifique preços e condições diretamente no link da Easysim4u.

Então espero ter conseguido te ajudar a entender melhor como funciona a internet na Colômbia. Se você nunca usou, tenho certeza que depois que ficar conectado no exterior suas viagens serão muito melhores!

Faça suas reservas pelo nosso site e consiga descontos e vantagens especiais, confira:

Até logo!

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Amilton Fortes
Siga:

Amilton Fortes

Administrador, agente de viagens, especialista em coaching, fotógrafo e um turisteiro nato que adora escrever contando especialmente as coisas que ninguém disse sobre os lugares que visita. Segue pelo mundo colecionando seus ímãs de geladeira. contato: [email protected]
Amilton Fortes
Siga:

21 thoughts on “Internet na Colômbia: como comprar e usar um chip local

  1. cwrgutierrez says:

    Excelente dica, sempre que viajo para outro país a primeira coisa que faço é comprar um chip de celular com internet local, para não pagar as taxas abusivas das operadoras brasileiras.

  2. Keul Fortes Ana Raquel says:

    Um post muito útil! Afinal hoje em dia não tem como ficar sem internet quando você faz uma viagem. Sem falar dos preços caros que pagamos nos chips brasileiros para usar fora do Brasil! Obrigada pela dica!

  3. anamorize says:

    Boas dicas. Só acho que realmente poderiam trocar o Twitter pelo Instagram. Acho que o pacote de mais de 10 dias vale a pena né?

  4. Ruthia says:

    Eu raramente viajo por tanto tempo e nunca compro cartão de telemóvel. Aproveito esses dias para fazer uma semi-desintoxicação digital (mas à noite tenho, no mínimo, de consultar os emails). Mas entendo que muita gente não consiga viver sem internet e, para alem disso, o wifi pode não ser muito bom em alguns países.
    Boa dica

  5. Bruno Miguel says:

    Opa! Post super útil… vamos guardar para a nossa viagem a Colombia em breve. E bom saber que também funciona nos barcos, é bom ter alguma conexão sempre!

  6. Marcia says:

    Amilton, que dica ótima! às vezes buscamos informação sobre chip e não encontramos com tantos detalhes. Quem sabe posso aproveitá-la em breve… abraços

  7. thipinheiro says:

    Ótimo ter encontrado esse artigo tão completo e detalhado! Estou prestes a viajar pra lá, vou passar 25 dias rodando e agora já sei como resolver minha internet móvel!! Vlw mesmo!

    [ ]’s

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: