Cotação do peso colombiano: que moeda levar para a Colômbia?

Cotação do peso colombiano

É sempre uma grande dúvida saber qual moeda levar para uma viagem ao exterior. Compro antes? Troco lá? Uso cartão de débito, crédito ou pré-pago? Esse artigo foi escrito para te ajudar a entender a cotação do peso colombiano e entender qual moeda levar (ou comprar) antes de viajar a Colômbia. Ainda trago a explicação de câmbio para os países mais populares de “turistar” da América do Sul: Peru, Argentina, Uruguai e Chile. Vem comigo!

Cotação do peso colombiano: como descobrir o valor verdadeiro que estão pagando pelo seu dinheiro na Colômbia?

Na maioria das vezes pesquisar câmbio na internet pode ser um pouco complicado. Você vai reparar que a maioria dos valores de conversão acabará apresentando diferenças aos que de fato são praticados pelas casas de câmbio.

Por isso, é bastante comum chegar no país estrangeiro e trocar dinheiro acabar tendo a sensação de que houve prejuízo. Foi o que aconteceu comigo na cotação do peso colombiano, quando descobri quanto pagavam por real e dólar.

Cotação do peso colombiano

Apesar dos sites de conversão de moeda mostrarem que a cotação do peso colombiano para R$1 real é de 939,44 COP (consulta realizada em 05/10/2017), isso não acontece na realidade.

O valor verdadeiro que as casas de cambio pagavam na Colômbia não passava de 760 COP na melhor cotação que consegui. A diferença de valores é de 179 COP, ou seja: quase 20% a menos!

Para o dólar, esses mesmos conversores indicam que o montante na troca de 1 USD é de 2.948 COP. Mas na realidade, a melhor cotação verdadeira que encontrei para trocar dólar nas casas de câmbio quando fiz a cotação do peso colombiano foi de 2780 COP. Isso me deu um valor 5% menor do que o demonstrado pelos sites, reduzindo 168 COP entre o comparativo.

Cotação do peso colombiano

A taxa interbancária

Pois bem, isso acontece por vários motivos. E talvez o principal deles seja porque existe uma taxa interbancária, que geralmente não é mostrada quando se pesquisa no google: como converter real (ou dólar) para peso colombiano?

Para moedas fortes como o dólar, euro ou libra, os valores “usuais” cobrados como taxa interbancária não passam de cinco por cento, uma verdadeira maravilha.

Cotação do peso colombiano       Modelo da nota colombiana: como eu confundi 20 mil com 2 mil, haja zeros!

Já para moedas fracas como o real, não existe muito critério. E pelo que apurei, a Colômbia é o país sul-americano que mais massacra a nossa moeda na conversão.

Em tese, a demanda por real é bem menor do que por dólar ou euro. Assim, as casas de câmbio se acham no direito e vão cobrar uma taxa bem maior quando você troca reais por pesos colombianos e você é quem vai pagar o pato convertendo seus “magrinhos” reais.

Oanda: o conversor de moedas que permite aplicar a taxa interbancária!

Então, o melhor jeito de saber quanto vale o seu dinheiro na Colômbia ou em outros países é acessar o site de conversor de moedas Oanda e fazer o seguinte:

Cotação do peso colombiano

Para saber os valores pagos na conversão de dólar, euro ou libra você coloca o montante desejado, e escolhe na moeda pretendida, nesse caso, pesos colombianos. Preencha o percentual da taxa interbancária de +/- 5%.

Descobri esse valor fazendo algumas pesquisas e já adianto que não existe muito critério para saber qual a taxa cobrada em cada país. Assim, o grande “pulo do gato” mesmo é saber o valor da taxa interbancária e evitar surpresas ao chegar para trocar a moeda.

Como expliquei, o valor da taxa interbancária será menor quando você for comprar uma moeda forte. Para moedas fracas ele sempre vai ser maior.

Exemplo:

Você vai ver que o valor pago por cada dólar será algo em torno de 2.800 COP, bem próximo dos 2780 que consegui na melhor cotação do peso colombiano em outubro de 2017, quando estive na Colômbia.

Cotação do peso colombiano

Desse jeito fica muito mais fácil saber quanto vale o seu dinheiro antes mesmo de viajar. Bem melhor do que ficar vasculhando sites que tragam os valores de cotação atualizados, né?

Já para reais, a coisa é um pouco mais obscura. Consegui descobrir também que a absurda taxa interbancária aplicada na conversão de reais estava em 19,06%! Reafirmo que isso não é uma regra para todas as cidades ou países que aceitam trocar dinheiro diretamente em reais. Estou apenas relatando a minha experiência, ok?

Em San Andrés, por exemplo, só era possível cambiar reais por pesos colombianos na casa de câmbio do aeroporto e mesmo assim lá pagavam apenas 700 COP por real, o que nos da uma taxa interbancária de surreais 25,45%.

A CONCLUSÃO é que: o Real está muito desvalorizado!

Com essa taxa abusiva, caso você insista em levar reais para trocar na Colômbia, não diga que não avisei: você perderá dinheiro. Se ainda sim quiser fazer uma simulação, no site do oanda digite a taxa interbancária 20%. Veja o resultado do seu desespero na imagem a seguir.

Cotação do peso colombiano

Por isso que é sempre o mais recomendado para quase todos os países da América do Sul levar uma moeda forte como o dólar, euro ou libra. Assim, você estará se livrando da taxa interbancária e evitará a desvalorização do seu dinheiro.

Se o seu medo é porque estará convertendo real para dólar e depois dólar para a outra moeda, esqueça. Não existe essa coisa de perder duas vezes, na verdade você estará evitando dores de cabeça. Ainda explico melhor:

Comprando 1 dólar por R$3,35 (valor cotado dia 05/10/2017) e depois convertendo esse mesmo dólar para pesos colombianos você vai receber aproximadamente 2780 COP por ele, certo? Agora com um real você teria somente 760.

1 dólar = 2780 COP
1 real = 760 COP

Logo, fazendo a relação dólar/real com o que se obtém em COP chegamos no valor de 3,65. Subtraindo do valor em real que poderia ser pago na compra de dólar, esse número mostra você estaria perdendo cerca de R$0,30 centavos toda vez em que optasse trocar reais ao invés de dólares pela moeda colombiana. Num montante de R$1000 mil reais são R$300 que estarão indo pelo ralo! Nessas horas que damos valor a aula de matemática, não é mesmo?

Com isso, fica claro entender que:

  • Basicamente QUASE NUNCA vale a pena trocar reais por pesos colombianos;
  • qualquer compra de dólar feita no Brasil inferior a R$3,65 é mais vantajosa do que trocar reais por pesos colombianos;

DICA IMPORTANTE: evite trocar todo o seu dinheiro de uma única vez e em um único lugar. Tomando essa medida, vai diminuir o risco de receber moeda falsa (li que em Bogotá isso é bem comum) e também irá diluir possíveis perdas em função da variação cambial.

Câmbio no Peru, Argentina, Uruguai e Chile: real ou dólar?

Peru

Para fins de comparação, peguei as dicas da Thaís lá no Guia Mundo Afora. Ela foi para o Peru e informou que, in loco, 1 dólar estava valendo 3,23 soles enquanto 1 real vale míseros 0,93 soles.

Verifiquei na plataforma da Oanda e, comparando a cotação do dólar com o valor que ela informou,  descobri que a taxa interbancária no Peru está em incríveis zero porcento! Já analisando o real, você pagaria aproximadamente 10% dessa taxa. Nesse caso, se o dólar for comprado aqui no Brasil até R$3,47 você estará no lucro.

Apesar de não ser tão catastrófico como na Colômbia, se cambiar reais no Peru você vai perder R$0,12 centavos em cada real trocado ao invés de optar pela troca de dólares.

Cotação do peso colombiano

Argentina e Uruguai

Se a sua viagem é para a Argentina, consultei o Rafa Leick, do Viaja Bi!, que passou recentemente por Buenos Aires para trazer informações a respeito. Descobri ainda o site DolarHoy, que informa os valores em tempo real e sempre atualizados do câmbio por lá, vale muito dar uma checada antes de viajar.

Pois bem, 1 dólar está valendo aproximados 17,20 pesos enquanto 1 real vale apenas 4,98 na média. No mesmo raciocínio de antes, a taxa interbancária no dólar ficaria em 1% enquanto no real ela vai para 10%. Assim, qualquer dólar comprado por menos de R$3,45 te dá lucro. E para cada real trocado ao invés de dólar você também perderá R$0,10 centavos.

Cotação do peso colombiano

Vale lembrar que na Argentina existe um “câmbio negro” que já faz parte do cotidiano onde seus dólares podem render ainda mais! Por isso, é sempre bom pesquisar.

Para saber que moeda levar para o Uruguai, nesse mesmo site são apresentados os números atualizados para o câmbio de reais e dólares em pesos uruguaios. Os valores são de 8,36 e 28,55 respectivamente. Na analogia, um dólar menor do que R$3,41 também te deixa no lucro. O “preju” na troca de reais é de apenas R$0,06 centavos, o menor de todos.

Chile

A última consulta que realizei foi com o Fábio, do Viagens Cine, que esteve recentemente no Chile e Deserto do Atacama. Para pesos chilenos, com um dólar você consegue 623 pesos enquanto com um real eles te pagam 185 pesos chilenos. No atual cenário, a taxa interbancária é zero para dólares e de 7% para reais.

Cotação do peso colombiano       Foto: Fábio Pastorello | Viagens Cine

Então o Chile seria o único país entre os citados no qual o impacto de trocar dólares ou reais faria pouca diferença. O resultado da relação dolar/real é de 3,36, apenas um centavo perdido se optar em trocar reais ao invés de dólares.

Saque no exterior, cartão de débito, crédito e cartão pré-pago: vale a pena?

A melhor resposta é depende. Do que? Da casa de câmbio (para utilização do cartão pré-pago) ou do banco onde seu cartão foi emitido. Porque as taxas, tarifas e valores cobrados variam muito de uma instituição para a outra. É preciso verificar com antecedência, estudar e comparar os valores.

Mas tenha em mente que o cartão de crédito geralmente deve ser a última opção. Nesse artigo o pessoal do Viaje na Viagem contou um pouco mais sobre a experiência que tiveram com cartões na Colômbia, pode ser útil dar uma lida para entender mais sobre o assunto.

Conclusão:

Quando o assunto é câmbio toda informação é bem vinda. Não há fórmula certa, é preciso pesquisar e sempre buscar informações atualizadas. Fazer contas e mais contas também vai ser necessário. Assim você vai conseguir viajar mais e melhor aproveitando tudo que as cidades podem oferecer. No mais, boas viagens!

Faça suas reservas pelo nosso site e consiga descontos e vantagens especiais, confira:
chip internacionalpassagens aéreas em promoção | melhores ofertas de hotéis | seguro viagem | passeios

Até logo!

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Amilton Fortes
Siga:

Amilton Fortes

Administrador, agente de viagens, especialista em coaching, fotógrafo e um turisteiro nato que adora escrever contando especialmente as coisas que ninguém disse sobre os lugares que visita. Segue pelo mundo colecionando seus ímãs de geladeira. contato: [email protected]
Amilton Fortes
Siga:

17 thoughts on “Cotação do peso colombiano: que moeda levar para a Colômbia?

  1. Amanda Saviano says:

    Eu espero que num futuro próximo alguém invente um jeito mais fácil de viajar pelo mundo sem se preocupar com moedas e câmbio! Dá uma dor de cabeça e é uma preocupação a mais, né? Mas amei o post!

  2. Rafael Leick says:

    Opa! Valeu pela menção, querido.
    Câmbio é sempre uma dor de cabeça a ser resolvida. E como muda, tem sempre que consultar antes de viajar. Mas adorei o artigo, super ajuda a entender a lógica que eles usam. Esse é um assunto que não gosto de planejar nas viagens e sempre me ferro. =)

    • turisteiro says:

      Sempre polêmico né? Mas é necessário estudar, analisar e pesquisar. Com a lógica e sabendo da existência da taxa interbancária espero que o assunto fique mais claro para todos. Abs

  3. Di XavierDilma says:

    Excelente posts, dicas importantes sobre o câmbio na Colômbia. Vc comentou sobre o Chile, nas duas vezes que fomos para lá, não havia taxa interbancária para reais. Não cambiamos no Atacama porque li em algum lugar que a taxa lá não era muito favorável. Fizemos câmbio em Santiago e em Puerto Montt e tudo muito tranquilo.

    • Turisteiro says:

      Obrigado pelo seu comentário. Pelo que constatei parece que no Chile não é cobrada taxa interbancária para dólares, mas no caso de reais ela existe sim. Abs

  4. Luiza Cardoso says:

    Que post mais útil e interessante!
    Bom saber que é melhor levar dólares, ainda não viajei pela América do Sul mas sempre tive essa dúvida. E realmente algumas pessoas falam que é melhor levar dólares mesmo. Mas eu pensava dessa forma que você mencionou, sobre perder “duas vezes”. Mas entendi agora o porquê é melhor dólar com a sua explicação! =)
    Esse lance de cartão de debito, pré pago e crédito é chatinho também. É o que você, tem que pesquisar bastante! Afinal, quanto mais o dinheiro render melhor né!
    Adorei o post, realmente muito útil! Já salvei aqui! 😉

    • turisteiro says:

      Obrigado pelo seu comentário Luiza! Mto feliz em saber que ajudei a esclarecer. Apesar de não gostar de manusear dinheiro eu sempre acho mais vantajoso estar com ele do que pagar as taxas de cartão. Abs

  5. Andrea says:

    Vc disse tudo, quando o assunto é câmbio, toda a informação é bem vinda….e , de fato, é….Obrigada por compartilhar com a gente. Post super útil.

  6. Pingback: Chile Santiago - Dicas Essenciais de Viagem: Moeda, Transporte, Celular

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: