Termas de Puritama: descubra as águas termais no Deserto do Atacama

Termas de Puritama

Termas de Puritama. Esse é o nome do verdadeiro paraíso de águas termais para relaxar e renovar as energias e que fica no meio do Deserto do Atacama. Descubra nesse artigo como chegar, quanto custa e como aproveitar ao máximo as maravilhas desse delicioso refúgio.

Termas de Puritama

Como chegar no Termas de Puritama:

Praticamente todas as agências do vilarejo de San Pedro oferecem uma espécie de “translado” (ou transporte) para o Termas de Puritama, então a minha dica é pechinchar e escolher aquela que tiver o menor preço, afinal você estará pagando somente pelo transporte de ida e volta até o local!

O trajeto leva cerca de 40 minutos e chegando a 3600 metros de altitude (enquanto a cidade de San Pedro está a 2400 metros, o que já é bastante para quem sai de uma região próxima ao nível do mar).

Então vale aquela dica que já dei em outros artigos: não visite o Termas de Puritama no dia da sua chegada ao Atacama, pois pode sofrer com os males de altitude! A minha sugestão para o primeiro dia é conhecer o Valle de La Luna.

Termas de Puritama

Leia também: Passeio clássico no deserto do Atacama – conheça o Valle de la Luna

Vi algumas pessoas simplesmente loucas fazendo esse percurso de bicicleta, o que não creio ser recomendável a menos que você seja um triatleta acostumado a pedalar em condições extremas. Portanto, se isso passou pela sua cabeça, é melhor desistir dessa ideia maluca, inclusive a estrada é desértica em vários trechos.

Não há transporte público ou linha regular para o Termas de Puritama. Vi muitos carros estacionados na entrada da reserva, porém deduzo que a maioria seja de chilenos, pois não li nada que dissesse ser comum alugar carro no Deserto do Atacama. Inclusive o percurso que percorremos para chegar até lá era bastante sinuoso, perigoso e mal sinalizado, acho recomendável fazer com alguém que conheça o trajeto.

Quanto custa ir ao Termas de Puritama?

Os preços do translado costumam ser diferenciados, conforme o horário, sendo que:

Na parte da manhã: saída as 9h com retorno as 13h (previsão de chegada em San Pedro por volta das 14h).
Melhor preço: 10.000 pesos chilenos

Na parte da tarde: saída às 14h com retorno por volta das 18h (previsão de chegada em San Pedro por volta das 19h).
Melhor preço: 9.000 pesos chilenos

Termas de Puritama

Além disso, é preciso pagar uma taxa obrigatória na entrada do Termas de Puritama que custa 15.000 pesos por pessoa, independentemente do horário da visita, sendo livre o tempo de permanência. Crianças pagam 7.000 pesos e idosos 5.000 e não aceitavam carteirinha de estudante.

Há empresas que fazem também um passeio de luxo pelo termas com direito a roupão, frutas e bebidas, o que pode ser uma boa experiência para quem pode ter um pouco de extravagância. Mas não se engane que o passeio é menos prazeroso para quem fica de fora desse pacote porque não é.

Quando fazer o passeio do Termas Puritama?

Acredito que esse passeio pode ser feito em qualquer época do ano, eu mesmo o fiz na segunda quinzena de julho, no alto inverno e quando o frio era intenso na região, sobretudo durante à noite. A temperatura da água gira em torno de deliciosos 30 graus o ano todo.

Além disso, o Termas de Puritama é aquele passeio “coringão”, super ideal para ser combinado com algum outro tour que comece ou termine mais tarde (como os passeios para o Valle de La Luna, a Laguna Cejar ou ao Geiser del Tatio) ou simplesmente para quem quer preencher a programação gastando a metade de um dia.

Termas de Puritama

Dica experta: prefira visitar o Termas de Puritama nos dias de semana, pois inevitavelmente nos finais de semana o lugar fica bem mais cheio.

Outra baita dica que me deram sobre quando fazer o passeio do Termas Puritama foi a seguinte: vá pela manhã! A explicação é que o horário que você entra nas piscinas termais (por volta das 10h) é um dos picos de calor do dia, sendo que a partir das 14h a temperatura já começa a cair e então fica mais difícil sair da água quente.

Como curtir o passeio de Termas de Puritama?

Talvez a informação mais relevante sobre esse tópico seja a de levar consigo algo para se enxugar, de preferência uma dessas toalhas de secagem rápida, pois ao término do banhos termais não será possível contar com a sorte ou o bom tempo para secar-se naturalmente.

Termas de Puritama

Outra dica preciosa é que se você percorrer todo o caminho do tablado de madeira até o último poço (são 7 no total) e for subindo terá quase que exclusividade nos seus banhos, pois a maioria das pessoas se concentra nos três primeiros poços e por lá ficam durante todo o tempo da visita.

É preciso levar dinheiro vivo para pagar a entrada do Termas, já que por lá não aceitam cartão. Recomendo ainda já ir com seu traje de banho, levando roupa íntima para se trocar posteriormente. O local tem uma boa estrutura de banheiros com vestiários para trocar de roupas.

Não vi em nenhum relato da internet dizendo uma informação muito relevante: no Termas de Puritama tem vários armários gigantes para guardar seus pertences, o que pode ajudar muito para não ter que ficar carregando tudo pra todo lado. O detalhe é que você precisa levar seu próprio cadeado, sendo que eles são de livre utilização. Ande apenas com a máquina fotográfica e sua toalha.

Termas de Puritama

É permitida também a entrada de lanches, não vi nada comestível sendo vendido por lá. Sugiro que tenha consigo também protetor solar, pois apesar da temperatura externa ser meio fria, o sol continua queimando do mesmo jeito.

O carro que faz o translado dos “turisteiros” fica parado no topo da montanha enquanto o grupo aproveita as piscinas termais lá embaixo, ninguém te avisa a hora que precisa sair. Portanto, é bom ficar de olho no relógio!

Foi nessa viagem também que utilizei pela primeira vez o Meu Dome, um fantástico acessório para a Go Pro que permite fazer aquelas fotos sensacionais que ficam com metade dentro e metade fora da água, veja:

Termas de Puritama

Tão empolgado que fiquei com o produto de excelente qualidade, acabei me tornando parceiro da marca e recomendo o Meu Dome para todos que queiram fazer fotos sensacionais, consegui uma outra foto com efeito ainda mais incrível, saca só:

Termas de Puritama

Ao final do passeio, me senti com as energias renovadas, foi uma delícia ter incluído esse atrativo no meu roteiro. Já tinha visto tanta coisa legal no Deserto do Atacama, mas confesso até que conhecer o Termas de Puritama saiu como uma cereja do bolo dessa viagem, sabe? Ainda mais depois de enfrentar muito frio na travessia entre a Bolívia e o Chile e encarar alguns perrengues na viagem. Saí relaxado, descansado, revigorado e pronto para mais aventuras!

Leia também os tópicos sobre o Deserto do Atacama e o Salar de Uyuni:

Faça suas reservas pelo nosso site com descontos e vantagens, você não paga mais nada por isso e nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blog!

Reserve: | chip internacional| passagens aéreas em promoção | melhores ofertas de hotéis | seguro viagem | passeios

Ficou com alguma dúvida ou gostou desse post? Gostaria de compartilhar outras informações que podem ajudar? Então deixe um comentário lá em baixo!

Até logo!

Amilton Fortes
Siga:

Amilton Fortes

Administrador, agente de viagens, especialista em coaching, fotógrafo e um turisteiro nato que adora escrever contando especialmente as coisas que ninguém disse sobre os lugares que visita. Segue pelo mundo colecionando seus ímãs de geladeira. contato: turisteiro@hotmail.com.
Amilton Fortes
Siga:

19 comentários em “Termas de Puritama: descubra as águas termais no Deserto do Atacama

  • 09/02/2017 em 15:55
    Permalink

    Que ótima dica para o refresco no Atacama! Amei as fotos do meudome 🙂 vou comprar um também!

    Resposta
  • 09/02/2017 em 16:42
    Permalink

    Incrível! Adoro águas termais. Fui em La Fortuna (na Costa Rica) e essa semana fui aqui em Copan (Honduras). Já coloquei essa na lista pro futuro. =) Ótimo post.

    Resposta
  • 09/02/2017 em 17:59
    Permalink

    Olá Amilton, adorei o seu passeio! Com certeza é um lugar que tem que ir!
    As fotos ficaram lindíssimas!
    Sou doida num meu dome desses! 😀

    Resposta
  • 09/02/2017 em 21:24
    Permalink

    Adorei o post (e as fotos lindas)! Nunca tinha ouvido falar e já tô salvando aqui pq quero ir pro Atacama logo!!!

    Resposta
  • 10/02/2017 em 13:48
    Permalink

    Que lugar lindo, Amilton!
    Sério que esse tempo lindo era inverno?
    Ficarei por 15 dias no Chile em julho deste ano e estou ainda cogitando outras cidades a visitar (além de Santiago)… Quero muito conhecer o Atacama, mas como irei com meu filhote, me aconselharam deixar para uma pròxima! 🙁

    Resposta
    • 10/02/2017 em 13:54
      Permalink

      Seríssimo Juliana! Olha, eu vi algumas famílias com crianças por lá viu? Não creio que seja algo assim tão complicado.

      Resposta
  • 10/02/2017 em 19:48
    Permalink

    Nossa, Amilton, que lugar lindo! Deve ter sido o máximo chegar a um paraíso desse, eu adoraria conhecer, essa paisagem toda me remete à tranquilidade!
    E, suas fotos, ficaram muito incríveis, adorei esse Dome, ainda não conhecia, o efeito na foto é muito legal!

    Resposta
    • 10/02/2017 em 22:45
      Permalink

      Obrigado pelo seu comentário Paula! Pois é, lá é incrível mesmo e o dome permite fazer fotos incríveis…

      Resposta
  • 11/02/2017 em 22:07
    Permalink

    Nossa…como adoramos conhecer Atacama! Essas termas então…uma maravilha!!! Foi ótimo relembrar nossos momentos por lá!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: