Rapel e canionismo em Brotas: uma fantástica experiência de aventura!

Canionismo em Brotas

Brotas é um verdadeiro paraíso das atividades ao ar livre: rafting, tirolesa, quadriciclo, trilhas, arvorismo, banhos de rio, de cachoeira e claro, canionismo! Para quem nunca ouviu essa última palavra, eu explico: trata-se de uma modalidade esportiva que consiste na descida de cachoeiras por meio de rapel, atividade sensacional que eu adorei fazer com a Território Selvagem na minha visita pela cidade conhecida como um dos principais pontos brasileiros de ecoturismo. Veja como foi.

Rapel e Canionismo em Brotas

Rapel e canionismo em Brotas: informações iniciais

O passeio começou na agência da Território Selvagem, bem no centrinho de Brotas, onde a simpática equipe nos explicou como chegar até o Parque Jacaré, um complexo de atividades que inclui além de uma excelente estrutura (como vestiários, lanchonete, redário, deck para banho, quadra de vôlei, quiosques e estacionamento), várias atividades ao ar livre como trilhas para cachoeiras, standup paddle, tirolesa e o nosso canionismo.

Para quem não quiser fazer o canyoning, só relaxar e curtir o parque já pode ser uma baita atividade, inclusive muitas pessoas vão só de acompanhantes e ficam aguardando lá no parque.

Com os equipamentos de segurança obrigatórios, recebemos as primeiras instruções de como manusear as cordas e simulamos a descida utilizando os pés na parede. O uso de um calçado fechado também é obrigatório e eu recomendo que você vá com algum que possa molhar e que tenha boa aderência. O rapel e canionismo em Brotas da Território Selvagem é certificado internacionalmente de acordo com as normas da ABNT de segurança e, apesar da ansiedade, senti muita segurança com todos os procedimentos.

Rapel e canionismo em Brotas

Leia também: Onde ficar em Brotas: Hotel Fazenda Brotas Eco Resort

Depois de cada um treinar duas vezes, o grupo desceu rumo a primeira cachoeira. O dia estava super agradável e eu me sentia pronto para ficar molhado durante a descida.

Esse passeio tem duas saídas diárias, uma pela manhã (às 9h) e outra pela tarde (às 14h), portanto é possível verificar as condições do clima e escolher o horário em que for mais agradável. Tendo no mínimo duas pessoas a atividade já é realizada.

A queda era bem pequena, apenas cinco metros. Porém já dava para sentir um pouquinho de adrenalina, sendo o melhor momento para tirar todas as dúvidas com os instrutores. Observei também que durante a descida tinham duas cordas: uma controlada por mim e a outra de segurança ficava a cargo dos profissionais que realizavam o passeio. Pausa para foto, vencemos fácil essa etapa!

Rapel e canionismo em Brotas

Outro detalhe: o pessoal da Território Selvagem faz fotos maneiras ao longo de todo o passeio, sendo que você não precisa se comprometer a comprá-las, podendo decidir depois de ver se gostou.

Primeira descida

Caminhamos um certo trecho nas margens do rio em meio a uma bela área verde bastante preservada. Paramos então para aguardar o pessoal montar os equipamentos da descida. A brincadeira ficou mais interessante quando me vi com os pés dentro da água no topo da queda da cachoeira São Sebastião, que tem 25 metros de altura e um bom fluxo de água.

Pouco a pouco o grupo foi ficando menor lá em cima e todos desciam sem problemas. Meio trêmulo e já com tudo pronto me posicionei na ponta da cachoeira, apoiando os pés em estruturas de madeira que ajudavam no início da descida. Olhando assim parecia alto e algo muito difícil, mas não era.

Rapel e canionismo em Brotas

Na medida em que fui descendo, várias sensações foram acontecendo: primeiro medo, depois alívio, superação, então veio poder, liberdade, refrescância, de alegria e por fim, realização. Foi a primeira vez que desci por dentro de uma cachoeira na minha vida. Um banho que lavou meu corpo e a alma, ali eu dependia apenas de mim mesmo para romper aquele obstáculo natural.

E olhando a cachoeira lá de baixo eu me senti muito feliz por ter aceito aquele desafio, que depois de cumprido e visto por outro ângulo nem parecia algo assim tão grandioso.

Rapel e canionismo em Brotas

São quesitos limitantes: idade mínima de 12 anos, altura de 1,45m e peso de até 110 kg. Se tiver algum problema de saúde também deve ser informado.

Segunda descida

Já teria me dado por satisfeito de descer apenas aquela cachoeira, mas o desafio maior ainda estava por vir. Mais um trecho de caminhada até chegar a cachoeira Jacaré, que tem incríveis 40 metros de altura. E depois de ver a única mulher do grupo descendo sorridente e feliz da vida não me restava outra opção senão chegar na base daquela queda.

Rapel e canionismo em Brotas

Confiante, dominei os equipamentos e fiz uma descida ainda melhor do que na primeira. Para quem se sente desconfortável com a altitude, recomendo não olhar para baixo, mesmo assim é totalmente possível curtir a atividade, que mais uma vez reforço: é muito segura! Nessa descida, depois de um certo trecho você deve soltar a corda e os instrutores te puxam até o final, momento ideal para contemplar a paisagem quase do ar.

Voltamos caminhando por uma trilha até o ponto inicial e relatando uns aos outros todas as sensações que tivemos com aquele rapel e o canionismo em Brotas. Algo realmente memorável e que faltam palavras para descrever. A atividade é muito tranquila e totalmente possível mesmo para quem nunca realizou algo parecido na vida, o que era o meu caso.

Rapel e canionismo em Brotas

Ao todo, ficamos envolvidos com aquela fantástica experiência por cerca de três horas. Recomendo levar toalhas e roupas secas para trocar no final. Recomendo e indico para todos que queiram se sentir em contato com a natureza.

Outros artigos sobre Brotas:

* Esse passeio foi feito em parceria com a empresa Território Selvagem, porém as opiniões e impressões aqui relatadas são livres e pessoais.

Território Selvagem Canoar
Avenida mario Pinoti, 337 – Centro/Brotas SP
www.territorioselvagem.com.br
[email protected]
Fones: (14) 3653-3248 / 3653-5592 ou (11) 3280-0337

Curta e siga a agência no facebook e instagram

Essa viagem está dentro do projeto DESCUBRA BROTAS  contou com o apoio das empresas Hotel Fazenda Brotas Eco Resort, Território Selvagem e Quadri Company, porém as opiniões e impressões aqui relatadas são livres e pessoais.

Faça suas reservas pelo nosso site com descontos e vantagens, você não paga mais nada por isso e nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blog!

Reserve: | chip internacional| passagens aéreas em promoção | melhores ofertas de hotéis | seguro viagem | passeios

Ficou com alguma dúvida ou gostou desse post? Gostaria de compartilhar outras informações que podem ajudar? Então deixe um comentário lá em baixo!

Até logo!

Amilton Fortes
Siga:

Amilton Fortes

Administrador, agente de viagens, especialista em coaching, fotógrafo e um turisteiro nato que adora escrever contando especialmente as coisas que ninguém disse sobre os lugares que visita. Segue pelo mundo colecionando seus ímãs de geladeira. contato: [email protected]
Amilton Fortes
Siga:

16 thoughts on “Rapel e canionismo em Brotas: uma fantástica experiência de aventura!

  1. Juliana Moreti (turistando.in) says:

    Amilton
    Adorei essa descida…. Queria ter essa coragem (meu medo de altura é algo que me paralisa)! Mas o lugar parece ser realmente lindo!

  2. Paula Oliveira Abud says:

    Brotas é tão pertinho e tem tanta coisa incrível pra fazer e eu ainda não conheço, que vergonha!! Adoro esse lado ecoturismo, mas também tenho medo de rapel, sou mega medrosa rsrs. Adorei as fotos, vocês são corajosos.
    Beijos.

  3. Ana Coutinho says:

    Sou apaixonada por ecoturismo e Brotas é incrível, apesar de ainda não conhecer de perto. Sempre quis fazer rapel mas falta a coragem hehehe Adorei o post e as fotos estão lindas demais!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: