9 dicas do que fazer para conhecer o turismo em Cuba

Turismo em Cuba 14

Sempre tive muita vontade de conhecer o turismo em Cuba, talvez pela sua história de luta, resistência, por ser jornalista e me identificar com os ideais levantados durante a revolução cubana, na década de 50, quando teve início o sistema socialista liderado por Fidel Castro. Mas o fato é que tinha um pouco de “medo” de visitar a ilha até que um dia criei coragem e viajei. A seguir apresento algumas dicas para conhecer o turismo em Cuba.

Chegando lá, percebi que é um local como qualquer outro que você sonha visitar: aeroporto organizado, gente educada, mas um lugar cheio de contrastes. Portanto, é preciso se preparar para ir facilmente “do luxo ao lixo”.

Turismo em Cuba 4

Ofertas de passagens aéreas: veja aqui muitas promoções!
Encontre o seu hotel: as melhores ofertas para a sua hospedagem estão aqui.
Faça um seguro viagem: compare e encontre aqui os melhores seguros do mercado!

1) Comece por Havana

Capital de Cuba, Havana é uma cidade que impressiona logo quando se chega. Mesmo que você fique hospedado em um hotel cinco estrelas no centro, área nobre da cidade, terá que passar pelo bairro Havana Vieja, onde está a Cuba real, de contrastes, de luta, com a cara do povo.

Turismo em Cuba 3

A pobreza é bem visível, gente zanzando na rua sem emprego, outros com tabuleiro na porta de casa vendendo biscoitos, pasta de dente e o que de mais dispor; tem pessoas também carregando baldes com água pois o saneamento na ilha é super precário e por aí vai.

Fazendo o contraste, no bairro central é onde estão os prédios históricos restaurados, hotéis de luxo, praças bem cuidadas, gringos pra todo lado, no melhor estilo europeu.

Pelas ruas, é comum ver artistas se apresentando nas calçadas, claro que esperando sua contribuição no “famoso” chapéu. Se quiser entrar numa farra mesmo, o endereço certo é o bar La Bodeguita del Medio, que tem gente cantando e dançando dia e noite, animação na certa!

Turismo em Cuba

2) Fique hospedado em casa de família

Como gosto de vivenciar o dia a dia de quem mora no lugar, preferi me hospedar numa casa de família. Sim, eles costumam alugar quartos, sendo uma opção bem barata.

São normalmente sobrados antigos, com acesso por uma enorme escadaria (quanto menos mala tiver, melhor!) e quartos simples mas limpos, com café da manhã incluso e até um bar no rooftop da casa onde podia-se tomar um drink ou mesmo fazer as outras refeições, por um preço bem justo.

Turismo em Cuba 6

A cidade de um modo geral é segura, mas não dê bobeira de caminhar pelas ruas à noite com câmera, pois a iluminação pública é ruim e os moradores abordam você todo instante puxando bom papo mas com interesse em vender algo (cigarro, maconha, charuto, programas com mulheres, etc).

3) Faça praticamente tudo a pé!

O turismo em Cuba pode ser explorado praticamente todo a pé, sobretudo no bairro central, onde a maioria das ruas é bem frequentada, sendo em sua maioria tudo limpo e organizado. Como já disse, essa é a parte luxuosa da cidade, os prédios são suntuosos e exibem muita riqueza.

Acredito que o melhor jeito de conhecer Cuba é mesmo batendo perna, entre em ruas e becos sem medo. Caminhando, deixe que cada esquina te surpreenda.

Turismo em Cuba 16

4) Aproveite a gastronomia cubana

Em Cuba, a gastronomia está muito voltada para pratos à base de frutos do mar. E não costumam ser caros, o preço é bem justo e os pratos bem servidos. Provei vários tipos de peixes e também comi camarão ao alho e óleo e ao molho quatro queijos.

De modo geral a comida cubana é uma fusão das culinárias espanhola, africana e caribenha. Se você quiser algo bem típico, prove o congri, que é uma mistura de arroz com feijão cozidos, tudo junto. O roupa vieja é outro prato bastante comum cuja base é a carne de porco. Além disso, em Cuba se comem muitos tubérculos (como yuca, malanga e batata, dentre outros) em geral.

Turismo em Cuba 18
Fonte: skinny taste

5) Entenda o socialismo em seu turismo em Cuba

Os cubanos são simpáticos, solícitos e bem alegres, sobretudo com os turistas. Não é à toa que musicalmente o país é uma referência. Existem muitas casas de shows e vale muito a pena assistir uma típica apresentação cubana.

Todo tempo buscava conversar sobre o socialismo e Fidel Castro com os cubanos que conhecia. Não gostavam muito de falar sobre o socialismo, mas o que percebi com limitadas declarações é que são “agradecidos” pela revolução e início do sistema socialista, pois na época isso foi fundamental para que todos tivessem direitos iguais na saúde e educação, e também na importância da quebra do preconceito racial que lá era fortíssimo.

538479_10151222999287672_942471488_n

Reverência feita ao passado, os jovens de Cuba com quem conversei disseram se sentir verdadeiros prisioneiros de um sistema falido. E a vida lá não é fácil. Chega-se a investir dois salários na compra de um simples ventilador de quarto.

Sem falar nas limitações que eles tem para compra de itens de higiene pessoal, como sabonete, shampoo e desodorante. Se for de tênis de marca, prepare-se para o constrangimento pois serão muitos os olhares para os seus pés. Depois de alguns dias em Cuba, confesso que fiquei mais fã do capitalismo (não o exacerbado, claro!).

6) Passe o fim de tarde no Malecón

Bem pertinho do centro de Havana fica o Malecón, a orla dos cubanos. Com paredões largos e que margeiam toda a área, uma ótima opção para ficar no final da tarde esperando anoitecer. O local atrai os mais românticos que buscam a brisa para paquerar. A paisagem é linda e rende belíssimas fotos.

398012_10151222415807672_1131778471_n

Os carros antigos, que são patrimônio da cidade e chamam a atenção de todos os turistas, estão por toda parte, mas não são tão originais assim. Tem sempre muitos deles em frente ao Capitólio, que foi sede do Governo de Cuba, após a revolução.

Conversando com um motorista, ele me disse que de antigo só existem as carcaças, pois os carros tem ar condicionado, trava elétrica, motor turbinado e tudo mais que o proprietário quiser.

7) Mergulhe com cilindro em Cuba

O turismo em Cuba também acontece debaixo dágua. Se você é como eu e gosta de aventura em um nível mais avançado, não deixe de fazer um mergulho de cilindro nas águas deste mar caribenho, foi sem dúvida o melhor mergulho que já fiz em toda a minha vida! E olha que tenho no meu currículo mergulhos em Abrolhos, Fernando de Noronha e Tailândia, hein?

Para viver essa incrível experiência, contrate um instrutor em agências de mergulho e peça para fazê-lo no melhor lugasr da ilha, que fica a cerca de 1h de carro. Certamente os guias já sabem quais pontos são os mais atrativos para essa prática esportiva.

Lá, a cerca de 27 metros de profundidade (desci isso pois tinha acabado de ganhar certificado de mergulhador profissional em Cozumel, no México), você pode conferir lagostas enormes, atravessar grutas, visualizar peixes e um colorido inimaginável de corais. Não pense duas vezes e o melhor também é que foi o mergulho mais barato que fiz na vida, custando mais ou menos 25% do que se cobra no Brasil e em outras partes do mundo.

307601_10151223015482672_1080601587_n

8) Visite os locais históricos

E não acaba por ai. O turismo em Cuba tem alguns pontos mais distantes do fervo de Havana e que merecem ser visitados, a exemplo da Plaza de la Revolución, palco de manifestações e dos discursos de Fidel Castro.

Ao redor da praça, estão edificações como o Memorial José Martí, o Teatro Nacional e o Ministério del Interior, com uma gigantesca  escultura do rosto do revolucionário Ernesto Che Guevara. Confesso que minha curisodade sobre a história do lugar não me deixava quieto.

545092_10151223073637672_2128390519_n

9) Curta a praia em Varadero

Voltando ao que mais interessa, tem ainda Varadero, praia famosíssima de Cuba que você não pode deixar de conhecer. Fica a cerca de 2h de carro de Havana, você pode ir numa agência de turismo (até mesmo as que ficam dentro de hotéis de luxo) e comprar o tíquete de day use para fazer um bate-volta.

394831_10151223006227672_1344419546_n

Uma van busca todos no hotel onde você comprou o bilhete e segue viagem. Chegando lá, você tem toda a estrutura de um resort a sua disposição.

Desde piscinas, áreas de jogos, banheiros, e o almoço está incluso. Por dentro do resort se chega até a praia, que tem uma água tão cristalina que você não consegue definir a linha do horizonte, água e céu são praticamente da mesma cor.

Turismo em Cuba 14

Então é isso, não tenha medo de desbravar o turismo em Cuba, vale muito conhecer esse lugar rico em história, turismo e que tanto vai te ensinar apenas mostrando a você a vida sob diferentes ângulos. Lá, você poderá tirar suas próprias conclusões sobre o sistema político vigente e, sobretudo, curtir férias incríveis, um lugar que irá te surpreender!

Faça suas reservas pelo nosso site com descontos e vantagens, você não paga mais nada por isso e nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blog!

Reserve: | passagens aéreas em promoção | melhores ofertas de hotéis | seguro viagem |

Ficou com alguma dúvida ou gostou desse post? Gostaria de compartilhar outras informações que podem ajudar? Então deixe um comentário lá embaixo!

Até logo!

Fabiano Antunes
Siga:

Fabiano Antunes

Turisteiro desde sempre, já rodou por 26 países e a maioria dos estados brasileiros, mas quer visitar o mundo inteiro. É jornalista de formação, escritor nas horas vagas e tem dois livros publicados. Um cara do tipo que vive pensando e planejando viajar. Adora mapas, coleciona bandeirinhas dos países e também bonequinhos caricatos de chumbo. E-mails para [email protected]
Fabiano Antunes
Siga:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: