Paris: romantismo, arte e gastronomia

Paris

Berço da cultura e da Arte, Paris encanta quem busca beleza aos olhos. Museus, jardins, igrejas, tudo parece que foi construído ontem, tamanho é sua preservação. Nesta reportagem trazemos um apanhado dos principais pontos a serem vistos pela cidade. Se quiser acreditar que você está mesmo em Paris, o primeiro passo é ir correndo até a Torre Eiffel, o mais conhecido monumento da cidade.

Ofertas de passagens aéreas: veja aqui muitas promoções!
Encontre o seu hotel: as melhores ofertas para a sua hospedagem estão aqui.
Faça um seguro viagem: compare e encontre aqui os melhores seguros do mercado!

Inaugurada em 1889, é parada obrigatória para quem visita a capital francesa. Tem cerca de 300 metros de altura e pesa em média 7,3 mil toneladas de ferro. De qualquer ângulo onde estivermos é difícil acreditar que a torre é real, impressiona imaginar como aquelas incontáveis barras de ferro foram postas uma a uma séculos atrás.

10981660_10152759997307672_7808750254843161024_n

As filas para nos elevadores que dão acesso à torre são grandes, mas o tempo passa rápido porque esperar admirando uma paisagem daquelas não cansa. É possível subir alguns lances de escada, mas pra isso tem que ter muita disposição. A outra opção é subir de elevador até o segundo piso ou ao piso superior.  A torre está aberta para visitação todos os dias, pela manhã, tarde e noite. Nossa dica é subir final de tarde porque o visitante pode apreciar a vista diurna e em pouco tempo ver a paisagem durante a noite. Difícil saber qual mais belo! Nos jardins em frente à torre também se tem uma vista incrível do monumento. Vale a pena ficar algumas horas deitado na grama admirando o lugar.

10403011_10152759997212672_7879920571800707737_n

Quando sair da torre, já no caminho à estação mais próxima do metrô, que fica bem pertinho, tem várias opções de bares e restaurantes. Não deixe de comer um crepe de nutella com banana. Era nossa sobremesa todos os dias. Tem ainda de queijo, frango, morango com chocolate, etc.

10612738_10152760012602672_7881885690797702196_n

Já caiu a ficha que está em Paris? Então é hora de bater perna no centro. Por lá, vale a pena visitar a catedral de Notre Dame . Abre todos os dias e a entrada é gratuita, as filas costumam ser longas, portanto, é bom chegar cedo. Batendo perna pela cidade, você vai encontrar várias docerias, cada uma melhor que a outra. Difícil resistir à esta tentação, por isso, paramos várias vezes com a desculpa de entrar pra conhecer e acabamos comendo. E muito! Não deixe de provar os gigantescos suspiros. São de comer rezando!

Se você gosta de visitar igrejas, não deixe de ir na Basílica do Sagrado Coração, que em francês quer dizer Sacré-Coeur, ponto turístico do bairro Monte Martre. A basílica fica bem no topo do monte, que é o ponto mais alta da cidade. Prepare-se pra subir um, dois, três, incontáveis degraus se quiser aquela foto panorâmica. A arquitetura da igreja é inspirada na arquitetura romana e bizantina.

10984630_10152760005587672_3441870191844243090_n

Fomos ao Palácio de Versalles impulsionado pela fama e glamour do lugar. Não é difícil chegar, mas para ir lá é preciso quase um dia inteiro, uma vez que tem parada de ônibus, uma caminhada até o palácio, sem contar o tempo que se gasta dentro dos seus jardins. Sendo bem sincero, não sei se o esforço vale a pena. Os jardins são bonitos, mas você anda, anda, anda e a paisagem não muda tanto. Como ficamos 7 noites em Paris, arriscamos conhecê-lo, mas para quem vai com menos tempo, não acredito ser a melhor das idéias. A não ser que a pessoa seja fascinada por palácios. O Palácio de Versalles é Patrimônio da Humanidade pela Unesco há mais de trinta anos. Luis XIV foi o primeiro a transformar o espaço onde vivia a Corte em 1682. Desde então, até a chegada da Revolução Francesa, diferentes monarcas sucederam-se ao trono do palácio. Em 1661, começaram as obras de criação dos jardins de Versalles que só foram finalizadas cerca de 40 anos depois. Somente em 1789 o Palácio deixou de funcionar como sede oficial do Poder e passou a ser Museu da História da França.

10923291_10152760009622672_2919107703028178409_n

Já foi à Disney em Orlando? Não? Então, vale a pena conhecer a Euro Disney, nas proximidades de Paris. Não é difícil chegar lá. Basta um metrô e em cerca de 45 minutos você já está na porta de entrada do parque, onde tem uma estação. As atrações são uma espécie de “amostra” do que você encontraria na Disney dos Estados Unidos. É como se tivesse de tudo um pouco só que em proporções bem menores. As filas são grandes, mas nada que se compare as que existem na Disney americana. Das atrações vale muito a pena ir na montanha russa espacial, se der sorte como nós tivemos fique na primeira fileira de cadeiras, pois a diversão é ainda mais radical. O elevador que cai também não pode deixar de ser visitado. Existe toda uma encenação antes dele despencar e o frio na barriga é inevitável. No mais, visite as lojinhas, tire foto com o Pluto e demais personagens que estarão caminhando pelo parque e assista à parada já no finalzinho de tarde e começo de noite. É um momento mágico, cheio de luzes e cores que até te fazem pensar que você está na Disney “original” digamos assim.

Disney Paris

Reserve algumas horas para ir até a avenida Champs Elysées, um dos endereços mais movimentados e caros de Paris. Caminhe sem pressa, observando as lojas, restaurantes e galerias. Em muitos estabelecimentos é possível encontrar bons presentes por um preço considerado justo. Mas tem que pesquisar ok? É nesta avenida onde está o Arco do Triunfo, ponto turístico onde não pode deixar de fazer boas fotos. Também não deixe de ir à romântica ponte das Artes, onde estão milhares de cadeados trancados por casais apaixonados. São tantos que a sensação é de que a  ponte não vai agüentar aquele peso muito tempo. Se for romântico, mantenha a tradição e tranque a sua com o nome do seu amor.

10407534_10152760010887672_1329263571766098753_n

Vá ao Moulin Rouge preparado apenas para tirar uma fotinha na frente e não espere um lugar sensacional. É uma casa onde funcionou um tradicional cabaré e que hoje apresenta diversos musicais, com preços bem salgados, diga-se de passagem. Portanto, nossa ida ao Moulin Rouge foi rápida, tiramos a foto e tchau! Para o Museu do Louvre reserve um dia interio e ainda será pouco. São muitas galerias, exposições e infinitas peças de arte para se admirar com ou sem pressa. Você pode entrar e sair por duas vezes, então se quiser almoçar e voltar pro museu é possível. Uma dica fundamental, quando chegar observe que existe uma fila enorme no centro da área externa bem ao lado da pirâmide de vidro. Pois bem, fuja dela e vá para a entrada que chama Portão dos Leões, o acesso por lá é permitido e ninguém sabe disso, não havia uma pessoa na fila sequer.

Paris é isso, cultura em toda parte excelência em cuidar dos monumentos, mas vá preparado para se sentir não muito distante do Brasil. Paris tem transporte público bem antigo, alguns metrôs parecem carroças sobre trilhos. Vimos ambulantes tentando fugir da polícia como se estivéssemos na 25 de Março, em São Paulo. Flagramos “trombadinha” sendo preso do metrô e ainda gente pulando a catraca para não pagar o bilhete do transporte público. Mesmo assim, Paris encanta pela arte, pela comida, pelo romantismo…pelo glamour de simplesmente ser Pa-Ris!

Quer saber mais sobre essa experiência ou gostaria de falar diretamente com a nossa equipe para obter auxílio no planejamento de uma viagem? Então entre em contato agora mesmo, preenchendo os campos abaixo que lhe responderemos em breve! Nós, turisteiros, assessoramos você por meio da experiência em viagens desde a compra da passagem até os detalhes do roteiro final.

Faça suas reservas pelo nosso site com descontos e vantagens, você não paga mais nada por isso e nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blog!

Reserve: | passagens aéreas em promoção | melhores ofertas de hotéis | seguro viagem |

Ficou com alguma dúvida ou gostou desse post? Gostaria de compartilhar outras informações que podem ajudar? Então deixe um comentário lá embaixo!

Até logo!

Fabiano Antunes
Siga:

Fabiano Antunes

Turisteiro desde sempre, já rodou por 26 países e a maioria dos estados brasileiros, mas quer visitar o mundo inteiro. É jornalista de formação, escritor nas horas vagas e tem dois livros publicados. Um cara do tipo que vive pensando e planejando viajar. Adora mapas, coleciona bandeirinhas dos países e também bonequinhos caricatos de chumbo. E-mails para turisteiro@hotmail.com.
Fabiano Antunes
Siga:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: