BEAGÁ e seus “trêns bãos”

10354095_834370166595981_2341784793782740260_n

Queijo, doces, fogão a lenha, montanhas e muitas obras de Oscar Niemeyer. Essa seria uma das definições de Beagá, uma terra hospitaleira, onde é usado “trem” para se referenciar a quase todas as coisas. Aqui também se conjuga o verbo “uai”, exclusividade mineira utilizada para perguntar, duvidar, afirmar e muitas outras situações. Por essas “bandas”, come-se, bebe-se e contempla-se muito. Somos isentos do receio de levar amigos e conhecidos pra comer na casa daquela tia que ainda usa fogão a lenha e temos por hábito subir montanhas, nadar em cachoeiras. Não é à toa também que a cidade recebeu o título de bela (ou Belo), pois seus cenários e horizontes realmente são de encher os olhos, misturando cores por uma aquarela que só se vê por aqui.

Ofertas de passagens aéreas: veja aqui muitas promoções!
Encontre o seu hotel: as melhores ofertas para a sua hospedagem estão aqui.
Faça um seguro viagem: compare e encontre aqui os melhores seguros do mercado!

O aeroporto fica longe, cerca de uma hora com o trânsito que beira ao caos para se chegar no centro e nas principais atrações. Mas não se desanime, pois já na chegada, o visitante será surpreendido por uma das grandes obras assinadas por Niemeyer, a cidade administrativa. A sede do governo abriga cerca de 17 mil pessoas, entre servidores estaduais, empregados públicos e o próprio governador do estado. Vale uma visita à obra que custou cerca de 1,2 bilhão de reais (gerando estimados 100 milhões de economia ao ano), possuindo inclusive estrutura para receber turistas.

10355018_816747305024934_3984492874248846265_n

Superada a questão do deslocamento, “belzonte” tem clima ameno o ano todo, é alastrada por parques (incluindo o Municipal, das Mangabeiras, o ecológico da Pampulha e outros que somam aproximadamente trinta), muitos museus (destaque para o Giramundo, o de arte da Pampulha e o de Artes e Ofícios, que contém uma estação do metrô bem no meio dele) e possui ainda cerca de doze obras arquitetônicas que compõem um intitulado circuito daquele cara famoso que falei lá no começo. Aliás, por falar em circuito, também temos o maior conjunto integrado de cultura do Brasil, que está na praça da Liberdade, parada obrigatória e antiga sede do governo que hoje guarda além do Palácio (com sua visita guiada em português ou inglês), o Arquivo Público Mineiro, a Biblioteca Estadual, a Casa Fiat de Cultura, o Centro Cultural do Banco do Brasil (com uma incrível visita teatralizada), Planetário, Espaço do Conhecimento UFMG, Museu das Minas e do Metal, Memorial Minas Gerais Vale, ufa! Só aqui você vai gastar um dia, talvez dois. E se prepare: tudo que mencionei anteriormente lá nesse conjunto de cultura é de graça!

Claro, não podia deixar de mencionar que Beagá não tem mar, mas está banhada por infinitos bares, para todos os gostos. Inclusive somos a capital dos botecos e fomos os pioneiros em criar o já consagrado concurso Comida de Buteco, que mistura bebidas, tira-gostos e roda de amigos. Mesmo fora dessa disputa, temos bares peculiares, onde você pode se embriagar enquanto caem os preços das bebidas, como na bolsa de valores; em outro estabelecimento, o visitante brinca com jogos de tabuleiro e toma rodadas de chopp grátis até que alguém vá ao banheiro; Nós temos um bar onde é possível escolher o peixe (dentro do aquário) que será preparado especialmente pra você como tira-gosto. Temos inclusive um bar temático só por causa da copa, mas o nome de todos esses estabelecimentos eu só digo para quem contrata o #TURISTEIRO para planejar sua viagem. E olha que nem falei do inusitado Tudo no espeto e do caótico Mercado Central, onde as pessoas se amontoam entre comidas, animais vivos e petiscos, uma loucura que só vendo para crer!

Quem procura por BH também vai acabar encontrando referências ao pirulito e a Praça sete, a Lagoa da Pampulha e sua famosa igrejinha, por onde é gostoso caminhar, correr ou andar de bicicleta. Domingueiros vão amar a feirinha de artesanato da Avenida Afonso Pena, via de trânsito que é fechada aos domingos exclusivamente para a venda de roupas, objetos de decoração e, claro, comida.

10350502_816749908358007_4916337957897648895_n

Os melhores lugares para se hospedar são Savassi e Santa Teresa, tanto pela localização quanto por suas opções de lazer. Quem curte vida noturna vai se esbaldar na cidade, com incontáveis baladas, casas de shows e teatros (bom também ficar de olho na programação do Palácio das Artes e do Cine Teatro Brasil, que sempre tem coisa boa por lá). De janeiro a março, temos a campanha de popularização do teatro e da dança, que este ano, completou sua quadragésima edição e oferece espetáculos de todos os gêneros a preços populares, uma verdadeira festa da arte e da cultura.

Não bastasse tudo isso, Belo Horizonte já foi indicada pelo ONU como a metrópole com melhor qualidade de vida da América Latina, tendo a cidade influência significativa no cenário político brasileiro. Você por acaso sabia que são de Minas Gerais oito dos nossos presidentes, a exemplo de Dilma Rousseff? Pois é, somos também o estado com maior número de políticos que ocuparam o cargo em toda a história. Cidade projetada para ser capital, buscou inspiração em Paris e Washington. Ah, no centro, as ruas tem os nomes dos estados brasileiros e de índios, uma clara referência a cultura e ao Brasil como um todo.

10710765_834370206595977_3775337402323720009_n

E você não pode perder nossos arredores. De ônibus ou carro, com cerca de duas horas é possível chegar em Ouro Preto, uma das antigas capitais do estado. A fama colonial da cidade não veio por acaso, pois foi lá onde os europeus descobriram as maiores jazidas do ouro no Brasil. Palco da inconfidência mineira, ostenta o maior conjunto de arquitetura barroca e muitas obras de Aleijadinho, sendo ainda a primeira brasileira a receber o título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, concedido pela UNESCO.

Entre montanhas e morros, Ouro Preto desafia a lógica por meio de suas ladeiras, que nem sei explicar como são percorridas por carros. Prepare-se para ver muitas igrejas e casarões que são mantidos impecavelmente como foram erguidos no passado. Há também visitas em museus, minas, cachoeiras e cantinas, sendo as últimas com comidas típicas mineiras. Vá de tênis e prepare as pernas. A cidade ainda tem fama pelo seu carnaval e festival de inverno (que geralmente ocorre em julho e tem sempre grandes atrações).

Outro destaque fica para o inusitado Instituto Inhotim, um dos maiores acervos de arte contemporânea do país e maior centro de arte ao ar livre da América Latina. É possível visitá-lo de ônibus (são poucos os horários) saindo da rodoviária, com aproximadas duas horas ou uma horinha de carro (saindo da capital).

10427305_834368863262778_8761566311429813761_n

Certamente alguém já deve ter te falado a você desse lugar mágico, que merece muito uma sua visita. O mais legal de Inhotim não são suas obras nem seu parque, mas sim a possibilidade de interação, incluindo mergulhar (sim, dar aquele tibum) em uma piscina retratada no cenário do quadro ou ainda ficar numa sala rodeada por inúmeros sons. Quem sabe o turista queira repousar debaixo de uma árvore suspensa por ferros ou enxergar o mundo através de um caleidoscópio gigante ou ainda estourar balões. O visitante também pode escrever seu nome no jardim de letras, experimentar andar sobre cacos de vidro ou estimular sua visão nas mais inusitadas galerias que fazem parte do complexo. Ah, e nas terças-feiras, a entrada é gratuita, ok?

Tem gente aí querendo conhecer nossas famosas cachoeira, que eu sei. Para vocês, temos a Serra do Cipó, vizinha de BH, a cerca de 100 km. Muitas cascatas, área verde e aquelas belezas que quase nos fazem esquecer da falta que faz o mar. Minha dica pessoal seria ir no cipó na ida ou na volta, pois fica bem mais próxima do aeroporto do que da capital. É possível alugar um carro no aero mesmo ou sair da rodoviária que está no centro da cidade.

Então, falar dessas belezas e da terra onde nasci e cresci foi fácil, tenho roteiros pra encher as mãos e muitas páginas! Histórias, risadas e guloseimas são garantidas… por aqui, falamos mineirês, “os trêm é bão de mais da conta, sô”!

10389710_816747575024907_6535882745725069852_n

Muito além dos trilhos, mais ainda das paisagens e dos nossos pães e biscoitos de queijo, do povo caloroso, das quitandas, esses “trêns bãos” aí vão contagiar quem quiser fazer uma visita. Uma terra de belezas que vão encantar você, sem dúvida.

Quer saber mais sobre essa experiência ou gostaria de falar diretamente com a nossa equipe para obter auxílio no planejamento de uma viagem? Então entre em contato agora mesmo, preenchendo os campos abaixo que lhe responderemos em breve! Nós, turisteiros, assessoramos você por meio da experiência em viagens desde a compra da passagem até os detalhes do roteiro final.

Faça suas reservas pelo nosso site com descontos e vantagens, você não paga mais nada por isso e nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blog!

Reserve: | passagens aéreas em promoção | melhores ofertas de hotéis | seguro viagem |

Ficou com alguma dúvida ou gostou desse post? Gostaria de compartilhar outras informações que podem ajudar? Então deixe um comentário lá embaixo!

Até logo!

Amilton Fortes
Siga:

Amilton Fortes

Administrador, agente de viagens, especialista em coaching, fotógrafo e um turisteiro nato que adora escrever contando especialmente as coisas que ninguém disse sobre os lugares que visita. Segue pelo mundo colecionando seus ímãs de geladeira. contato: [email protected]
Amilton Fortes
Siga:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: